quinta-feira, 2 de outubro de 2008

Índigo

O cheiro do barulho da chuva batendo no telhado da guarita;
A cor dos passeios de bicicleta, verdes como a língua do 'Biruta';
A grande casa na árvore, com seus almoços servidos na mesa da barriga;
Os bolinhos de terra, que deviam ter gosto gostoso, pois cheiravam bem;
Os instrumentos feitos de latas, garrafas, afinados com o tempo;
Os móveis de madeira, com flores azuis pintadas, feitos à mão pelo avô:
Ilustrações de ovnis, com o colorido mais diferente que já vi, lindos;
A pitangueira plantada escoltada por tijolos - não quebre;
A goiabeira, o monte de saibro, e as formigas 'lava-pés'.
O Chifre do Diabo, enterrado no meio do caminho, na represa;
Grilos, Vagalumes, paca tatu cutia não, gato mia, amarelinha;
Minha bolsa de professora que sumiu no sítio um dia;
Brutus, Paloma, Lili. Meu cavalo alazão;
Peter Pan.
(Areia da grossa, areia da fina, areia me faça ficar PEQUENINA!)
Trem da Alegria, ursinhos Gummy, ZILLION;
Histórias de assombrações, rede na beira da piscina;
Cheiro de eucalipto, cheiro de bambusal;
Cabana no banheiro, casa na sala, berço nos sofás;
Escaladas nos batentes das portas, corredor, tombo;
Caminhão de fumaça da dengue;
Céu vermelho, ventania, telhados voando, tempestade;
Círculo no sol, longe. Água perto. Muita água;
Doce de leite de Cabra, Leite de cabra, baias, Dolly;
Árvores frutíferas, Tim Maia e morangos;
Amoras e o roxo, e flores de maracujá...

Meus melhores momentos de infância, em sua maioria... eu e Gaia, Gaia e eu.

(Índigo, Starchild)
http://www.orlog.com.br/esoterico/286/As-Criancas-Indigo/auto-ajuda/online

2 comentários:

Zahira Nader disse...

te achei pelas minhas andanças: vc escreve bem!
t+

Adriano Siqueira disse...

Talentosissima como sempre lisa.
espero ver mais seus escritos por aqui moça estou gostando muito do que estou lendo.

Ah.. ja coloquei um link no meu blog... www.contosdevampiroseterror.blogspot.com

assim eu fico sabendo quando voce atualiza este sua obra de arte aqui.

bjs e sucesso sempre viu .. voce é uma pessoa talentosa mesmo.

adriano siqueira